quinta-feira, 28 de maio de 2015

Um novo Sindicato




A cada dia que se vive, percebe-se que falta alguma coisa. Estou sendo generoso, porque, eu particularmente, acho que falta quase tudo mesmo.

Na realidade, não conheço alguém sincero para achar que sua vida está completa, até porque, acredito que a natureza fez muitas coisas para serem melhoradas, inclusive o homem, que chega por aqui, vive um pouco, vai embora, e...ninguém mais se lembra dele, a não ser que deixe algo que se associe a seu nome.

Sou Fotógrafo, já faz um bom tempo, mas também já promovi eventos, dentre outras coisas. Mas, o que quero dizer aqui, é que, depois que promovi um evento: 1ª Peixada do Blog do Jeremias, que aliás foi um evento com resultado satisfatório, por conta dos 47 patrocínios que recebi de amigos. Mas, voltando ao que quero explicar, percebi entre as pessoas que promovem eventos, uma concorrência...desleal mesma, onde a classe não pensa nela, como classe, mas, cada um procura se livrar do outro, porque cada um pensa em si, e que os outros se lixem.

Entendi, que promover eventos, pode ser muito bom, e pode gerar entre a classe, se se organizar, uma parceria que será espelho para as outras. Então sugeri meu ponto de vista, que aliás, descobri que quase todo mundo pensa igual a mim, e até alguns tentaram e pararam na barreira do egoísmo, ganância e todo tipo de sentimento que pode tudo, só não construir.

Depois de falar com algumas pessoas, que concordaram comigo, resolvemos fazer, ou criar, se preferir, um Sindicato dos Organizadores de Eventos e Afins, de Bacabal e região.

Senhores(a), se alguém perguntar se está pronto, respondo que sim, porque descobrimos que existe um algo, chamado parceria, que talvez seja a palavra chave para as coisas acontecerem. E porque não? o objetivo, senhores(a), é, em primeiro lugar entender, que uma Associação, Sindicato, ou o que quer que seja, que envolva o coletivo, não é propriedade individual e nem propriedade sem dono. O que deve fundamentar um grupo, é sem dúvida, é o espírito da parceria. Se eu estou bem, devo aceitar, porque muitos não estão, e o que hoje me favorece, é algo que a natureza me proporcionou para dividir. Se não estou bem, devo participar, porque preciso aprender com os outros, o caminho para a felicidade. Aliás, senhores(a), quase todos nós já ouviu a conhecida frase: "É dando que se recebe", usada até pelos demagogos e pelos que se acham espertos o suficiente para enganar a todos...usando os "palanques" da vida, para oferecerem um paraíso, porque sabem que a lei da miséria se baseia na falta de conhecimento, falta de educação, e acima de tudo, falta de parceria.

Estamos abrindo nossas portas(do Sindicato) para todos quantos se considerarem organizadores de eventos. Não descartamos a parceria com nenhum dos senhores(a). As questões pessoais, quando existirem, serão colocadas a limpo. E assim, senhores(a), podemos ser espelhos, para uma sociedade que precisa de algo de nossa parte, porque somos parte dela, temos obrigação com ela e é ela quem nos permitiu está por aqui, com alguma coisa que chamamos formação de opiniões.

Se preferirmos, busquemos força no "Amai-vos uns aos outros"...que apesar do tempo de mais de 2 mil anos não envelheceu.

Andrew Carnegie


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Andrew Carnegie
Nome completo Andrew Carnegie
Nascimento 25 de novembro de 1835
Dunfermline, Escócia
Morte 11 de agosto de 1919 (83 anos)
Lenox, Massachusetts
Nacionalidade Reino Unido britânico
Ocupação Empresário e filantropo
Andrew Carnegie (Dunfermline, Escócia, 25 de novembro de 1835Lenox, Massachusetts, 11 de agosto de 1919) foi um empresário e filantropo estadunidense nascido na Escócia. Fundador da Universidade Carnegie Mellon.

Caracterização

A história de Andrew Carnegie faz parte de um dos períodos mais profícuos da economia americana[carece de fontes]. Ele, que inicialmente ganhava a vida como catador de carretéis de linha, foi um dos maiores industriais do capitalismo norte-americano. Trabalhou desde menino e ainda jovem já tinha ambições de alcançar o topo. Falhou no início. No entanto, persistiu e conseguiu chegar ao ápice no mundo dos negócios. Considerado baixinho, com aproximadamente 1,60 m, falava com energia, tinha opiniões fortes, era provocador e de um raciocínio rápido para compreender o que lhe interessava. Carnegie agia como um investidor ávido do mercado de capitais. Graças ao instinto para os negócios e às boas relações com políticos em Washington, fechou acordos milionários. Sua ascensão é a fábula norte-americana clássica do homem que enriqueceu do nada.
Andrew Carnegie, o rei do aço, era chamado de “barão ladrão” pela imprensa da época devido à sua capacidade de manipular a mente das pessoas. Andrew nomeou Henry Clay Frick como presidente da siderurgia, começou pregar uma conduta de preços mais baixos e maiores escalas de produção, aumentou a lucratividade das empresas, desrespeitou os empregados, os quais passaram a trabalhar 84 horas semanais e as greves eram reprimidas com violência. Carnegie entrou em divergências com Frick por causa de suas atitudes, o que acarretou em sua demissão[

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Andrew Carnegie


"Há muitas pessoas vivendo numa prisão imaginária, são os prisioneiros de suas próprias mentes, ali jogados pelas limitações impostas a si mesmas, aceitando a pobreza e a derrota." - Andrew Carnegie

O dia em que eu queria ter assistido o Jornal Nacional


O melhor Orador - Discurso do Orador de Direito UFSC



Discurso de Charlie Chaplin em "O grande ditador ..."


www.youtube.com/watch?v=3OmQDzIi3v0
2 de jul de 2009 - Vídeo enviado por Panter4
Trecho do filme "O grande ditador" (The great dictator), 1940 de ... Charles Chaplin, O Último

A insatisfação com nossos insucessos nos fazem pensar melhor, ou pelo menos pensar.



A crença de que a parceria ainda pode ser o melhor caminho, nos faz ouvir o que os outros têm para dizer. E ao percebermos as limitações que os impedem de realizarem seus sonhos, percebemos que nós não somos muito diferentes deles. E então...somos levados a pensar numa organização.
O Sindicato dos Organizadores de Eventos e Afins, de Bacabal e Região, que começou a existir a partir de uma insatisfação, não terá como objetivo afrontar a lei, mas ajudar para que o direito da classe seja uma consequência da pratica do dever da mesma.
Nosso fundamento está na parceria sincera, porque acreditamos nas palavras, sinceridade e parceria. Assim como, no desejo sincero que pessoas têm de uma conscientização que faz o crescimento de um povo.
Assim, o Sindicato no qual, os organizadores de eventos, de Bacabal e Região se apoiarão, servirá, não só de base, mas também de direção, quando seus sócios, por alguma dificuldade ou motivo, forem impedidos de exercer o papel decente do seu trabalho.

terça-feira, 26 de maio de 2015

30 Anos de Blitz Pizzaria-7ª noite

                                                                                                                                                                                                                                                                           


Nos vinte e três(23), dos trinta(30) dias programados para a comemoração de 30 anos de Blitz Pizzaria, o cliente parece perceber a mudança, que aos poucos vem acontecendo.


Na chegada ao recinto, uma porta que suavemente se abre, um... boa noite, um bem vindo, ou um bom final de semana, quando o cliente está saindo, pode significar muito pouco, para um estabelecimento que já é grande, mas pode ser o que falta para a satisfação do cliente. E isso, às vezes, é recebido com surpresa, pelo próprio cliente, mas soma positivamente.


As boas vindas, ao cliente que chega para comprar, o que o estabelecimento tem para vender, é indispensável. E Juntar em um só lugar o produto, o cliente e meios que despertam por parte desse cliente, a necessidade de adquirir, é tudo o que se precisa para gerar um mercado que está em ação. Assim   é marketing.

No show com a cantora Tereza Canto, os clientes participaram mais do que nos outros momentos do mesmo aniversário.  Os clientes, com a satisfação que demonstraram, pareciam dizer: vocês acertaram! Valeu...! Muito obrigado...