quarta-feira, 22 de maio de 2013

Morre aos 88 anos em SP o jornalista Ruy Mesquita


SÃO PAULO – Um jornalista de opiniões fortes, difícil de se deixar convencer, mas extremamente tolerante em tempos de intolerância. Assim profissionais que passaram pelo jornal “O Estado de S.Paulo” e “Jornal da Tarde” (JT) definem Ruy Mesquita, que desde 1948 participou do Grupo Estado, ora comandando a redação, ora produzindo editoriais e reportagens. O “Dr. Ruy”, como era chamado no jornal e por autoridades do país todo, tinha um perfil conservador, mas era respeitado por grande parte dos jornalistas que se rebelaram contra o regime militar. Não só porque o “Estadão” e o “JT”, em repúdio à censura, publicavam textos de Camões e receitas de bolo, mas porque Dr. Ruy tentava protegê-los dos repressores.



Nenhum comentário:

Postar um comentário