segunda-feira, 24 de junho de 2013

89 Anos de Raimundo Sérgio

Seu Raimundo Sérgio... Exatamente!  Prefiro seu, do que senhor. principalmente para falar de alguém que conheço, de gestos simples, andando nas ruas, às vezes com uma Bíblia e um gurda chuva, com passos lentos, talvez porque as energias físicas já não o permita mais que passos largos e rápidos faça parte de seus passeios! ou talvez porque, a Sabedoria lhe tenha ensinado, que nos passos curtos e lentos,  está a maior possibilidade de perceber, de ouvir e sentir os cumprimentos dos amigos de idades avançadas, ou de jovens estudantes, em busca de uma informação para um trabalho escolar, ou quem sabe, de alguma informação da Política partidária, ou da Literatura Popular, ou da Literatura dos livros e de poemas,  reconhecidos pelas Academias de Letras, que também reconhecem  a imortalidade dos seus Membros, que não morrem, mas que são transportados para um ponto onde nós, os humanos podemos vê-los, não fisicamente, mas nas obras deixadas ou semeadas, que nascem e renascem todos os dias! Passos lentos, que permitem uma conversa,   algumas estórias, ou história de Bacabal...

São 89 anos! Nenhum assunto, sobretudo quando envolve Bacabal, lhe é desconhecido. Na política partidária, atuou no Legislativo Municipal, chegou a presidir a Câmara de Bacabal, quando ele ainda jovem...não tenho aqui sua biografia, mas não pretendo contar tudo sobre ele, não conheço toda sua família, só alguns filhos, como Dr. Cilas, duas senhoras, que não sei os nomes e o apresentador de televisão, Salomão Duarte, que me falou do aniversário... 

Porque resolvi escrever este simples, mas significativo texto sobre Raimundo Sérgio? já conversei muito com ele...digo, já o escutei muitas vezes, e necessitado como sou, também de conhecimentos, não foram poucas as vezes que parei seu Raimundo, para ouvi-lo. Admiro-o pela disposição de contar tudo o que sabe sobre Bacabal. Creio mesmo, na missão que ele entende ter, de contribuir com com as  pessoas... e assim o faz.

Hoje, dia 24 de Junho, data do seu aniversário, seu Raimundo, de acordo com Salomão, recebeu os filhos e certamente mais pessoas da família para um café. Eu não sei se ele saiu às ruas, para vislumbrar a cidade, que viu recém-nascida e que ajudou a erguer, mas, se não saiu, certamente não foi esquecido pelos amigos...

De Jeremias Fotógrafo

Nenhum comentário:

Postar um comentário