terça-feira, 11 de junho de 2013

Dia dos namorados


Assistindo a uma entrevista concedida por Cazuza, gerente do Armazém Paraíba,  em  Bacabal,  a uma emissora de Televisão da cidade, ele, acompanhado da esposa, sra. Bernúbia, consegui  retirar alguns pontos essenciais, para manter um casamento sempre no ponto alto de uma convivência.

Palavras que no passado eram chamadas de caretas, digo no passado, porque, até o nome careta já envelheceu, e não se usa mais. O antigo  hoje, se chama, "das antigas", careta, bom, careta...não lembro qual o nome atual. E aí doido...coisas novas surgiram, e assim, a fidelidade é um termo ridículo... onde já se viu isso? é "das antigas". Cazuza ainda fez uso dela, porque ainda faz parte de um tempo, quando  respeitar, ser fiel, partilhar os momentos com a esposa ou esposo, não era motivo de vergonha. Um tempo construído, provavelmente numa educação verdadeiramente cristã.  

Levar em conta que, "o que  se planta hoje é  o que se colherá amanhã", como falou o sr. Cazuza, não envelheceu. Lutar por um mundo de respeito, onde a moral e os bons costumes ainda valem apena,  não é vergonhoso, como não é vergonhoso atribuir a Deus, o maior motivo das nossas vitórias.

Parabéns aos namorados, nesse dia 12 de Junho! Muito obrigado ao Cazuza. Que me inspirou ao texto acima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário