terça-feira, 18 de junho de 2013

Em tudo dai graças a Deus

Regojizai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo dai graças , porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.(1 Tessalonicenses :5:16-18) 


A partir da compreensão de que Deus é o Criador e Senhor  de tudo, certamente não temos outra saída, senão entregarmos tudo aos seu cuidados.

No que consideramos derrota, porque a situação não nos foi favorável, no fracasso,  apontado pela vida, que também não é nossa, nos nossos empreendimentos, que aos nossos olhos, fazem parte das "sete maravilhas do mundo", mas que aos os olhos de Deus, nem tanto...dai graças a Deus, sim, porque assim foi o desejo d'Ele.

Senhores, a Sabedoria nos dar instruções de como devemos agir, para agradar a Deus. E mais uma vez, alguém pode perguntar: Mas, essa estória de Deus, o que tem a ver com o que quer que seja? e eu respondo: Experimente enfrentar uma situação, onde o controle não vai está nas tuas mãos, como num caso de falta de saúde, quando todos os meios, dos quais você dispõe, se esgotaram, quando o poder do dinheiro, se você tiver, não funcionar? quando tuas forças se esgotarem e mesmo assim, a concepção da vida ainda te é nítida e o desejo de tê-la ainda paira sobre tua lucidez...

Uma pequena ilustração se faz necessária aqui:

O Arcebispo de São Luís, Dom Mota, na década de setenta e oitenta, antes de Dom Paulo Pontes, contou numa ocasião, em um dos seus sermões, na Igreja de Fátima, em São Luís, a seguinte estória: 
Um certo homem, estava numa mesa de cirurgia, num hospital, para ser operado, como  última tentativa que fariam os médicos, que formavam ali uma  equipe, à disposição daquele homem, que era muito rico.

A enfermidade, da qual estava acometido aquele homem, era um câncer, já em fase terminal, a cirurgia era somente, como ultima tentativa, mas que certamente não adiantaria de nada, e os médicos sabiam muito bem disso. Mesmo assim, chamaram a família dele, e pediram a assinatura, concordando com a cirurgia, e obtiveram.

Já na mesa de cirurgia, aquele Homem, olhando para o chefe da Equipe médica, disse: Doutor, o senhor sabe que eu sou muito rico, e posso dar ao senhor quanto de dinheiro o senhor quiser. Mas, Doutor, não me deixe morrer...

Aquele Médico, olhou para o paciente, penalizado, como dizia Dom Mota, e disse: Olhe senhor, vamos fazer a cirurgia, mas, quanto ao que o senhor me pede, somente, apontou o dedo para o alto... aquele médico...lá de cima, pode fazer.

O paciente morreu, como já era esperado pelos médicos, mas, aquele homem acreditou em seu dinheiro até o fim...

"Em tudo dai graças a Deus"!

Nenhum comentário:

Postar um comentário