quinta-feira, 20 de junho de 2013

Manifestação popular em Bacabal...Não se subjuga um povo...

Aproximadamente 2 mil e quinhentas pessoas estiveram na Manifestação popular, em Bacabal, cujo objetivo, e parece que ficou claro, era protestar contra as falhas do poder público municipal, não especificamente num setor,  mas no contexto geral da administração.

Concordar ou contestar, não é bem o papel da Imprensa. Divulgar, sim, mas quando  o fato, é o clamor do povo, não há como ser contra. Porque a Imprensa é o instrumento que deve servir como
porta- voz do povo, nos momentos que se fizerem necessário.

E a Polícia, foi à frente dos manifestantes,  procurando  manter um diálogo, atitude aliás, que rendeu no final, os agradecimentos de manifestantes, que até pediram para tirar fotos juntos à PM.

Sim, senhores(as), a dignidade humana, de cidadãos comuns, de autoridades, ou da Polícia, Instituição do governo usada para manter a ordem e sobretudo a defesa do mesmo, deve ser respeitada, porque, todos os organismos da sociedade foram criados por causa da sociedade, e assim sendo, para a proteção da mesma.

Quanto aos governantes, homens ou mulheres de bem, merecedores do respeito do povo, mas também, sujeitos ao seu julgamento, uma vez que devem a esse povo, o fato de poder representá-los, procurem  exercer esse bonito papel, também com dignidade, não aceitando ver seus representados morrem de fome ou por doença, causada pela negligência de quem foi confiado andar à frente para retirarem os espinhos.

Hoje senhores(as), é uma simples manifestação, amanhã, num futuro não tão distante, pode ser uma guerra civil, e provocada pelo mesmo povo, que manipulados pela miséria, escolhe mal seus representantes, quando o poder do dinheiro de poucos, determinam o destino e escrevem o futuro da população. E assim, cidadãos sem escrúpulos, batem no peito e dizem que nada devem a ninguém, porque compraram seus mandatos. E não se envergonham de dizer isso, porque se consideram poderosos e acima de tudo e de todos, sem levar em conta que o que têm, veio a troco da miséria dos que morrem de fome, e que, certamente verão seus filhos e netos também morrerem. 

Uma sugestão: não aceitemos isso, não nos escravizemos, não aceitemos vender nossa dignidade por tão pouco. Deus não nos fez pra isto, mas para cumprirmos o papel de libertar-nos e ajudar na libertação dos outros. 

Muito obrigado!






































2 comentários:

  1. Hoje na abertura dos Jogos Escolares haverá outra manifestação... caro Jeremias esteja lá.

    ResponderExcluir
  2. Ok. é hora de acordar, já fomos muitos tapiados e roubados...

    ResponderExcluir