sábado, 29 de junho de 2013

Manifestação popular... pra que serve












A Câmara Municipal de Bacabal teve sua galeria cheia de cartazes, com frases de protestos. Lá na frente, palavras de ordem, de um carro de som, se faziam ouvir ...protestos, dentro da mais perfeita ordem. Até que um grupo, representando todos os manifestantes, conseguiu permissão para entrar e conversar com os Vereadores, e depois com o Prefeito.

Colocações bem feitas nas perguntas, garra nas palavras, que pareciam decisivas para arrancar das autoridades, as respostas para a solução dos problemas...tudo parecia tão firme, até surgirem  os argumentos do Prefeito, rebatidos no início mas depois...é, depois, nem tanto.


Nos permitam uma sugestão...

Jovens, os senhores têm nos ombros, o peso da responsabilidade de um futuro mais justo, para todos, quando a justiça, também por parte dos representantes, contemple um povo, que não  cansa de esperar. Mas não de braços cruzados, revindicando o que é seu por direito. Mas, antes escolhendo e não vendendo o direito do poder que a natureza e o Deus da natureza lhe concedeu, quando lhe fez capaz e dono    do seu próprio destino.

Se os senhores perguntarem o que nós, que já não somos tão jovens quanto os senhores, fizemos para o futuro de ontem, que agora se faz presente, a resposta, é que deveríamos ter feito mais, se não fosse a herança da miséria  que nos foi passada, onde a ganância, empurrada, talvez pelo medo ou pela falta de perspectiva, se confunde com a chamada "lei da sobrevivência".  E assim, quando alguém, que tinha toda vontade do mundo, de nos representar com justiça, e até quem sabe, no temor de Deus, ao se deparar com a crise que antes via como solucionável, e agora, também, diante da possibilidade de herdar, talvez um pouco do "reino", que foi oferecido até ao próprio Jesus Cristo, quando satanás: "estás vendo todos aqueles reinos? são meus e eu te dou, se me adorares... 

"Não é tão difícil assim...não vim para consertar o mundo, já encontrei assim", e meus amigos, aqueles escolhidos por mim, para me auxiliarem, concordam e até me animam, quando me dizem: "Deixa que venham as pressões. Estaremos contigo para o que der e vier".

É preciso se preparar, para que os argumentos dos representantes não vença  sem explicar. Verdadeiras solicitações, baseadas no porque da escolha de um representante, baseadas nas responsabilidades dos gestores, eleitos para nos representarem, baseadas nos direitos da comunidade, baseadas no poder de um povo e na decisão de não se corromper, seja pela oferta de empregos...pintados de muitas cores, por fora, sem nenhuma cor ou dignidade por dentro, ou por argumentos e tapinha nas costas, com a sugestão de um cala - boca, não sejam apagadas e nem lameadas, a ponto de se ter nojo de abraçar.

Cabe-nos a decisão de prosseguir ou recuar, e nessa decisão, está a responsabilidade de um futuro, para nós, nossos filhos, netos e uma história, que será contada...de luta ou de covardia.

Escrito por Jeremias ´Fotógrafo e blogueiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário