terça-feira, 9 de julho de 2013

Falando de grandeza!

Falando de  grandeza!

Grandeza, e não tamanho, e não altura, e não superioridade, e não a independência, e não o mais o sábio...

E não o tamanho, como um Golias, e não em altura, como o Monte Everest, não na superioridade, como o “dono dos reinos”, e não a independência, como os que escravizam, e não o mais sábio, porque, seria se igualar ao próprio Deus.

Grandeza, senhores(a), em reconhecer-se pequeno, ao ponto de depender inteiramente de Deus, ou de reconhecer que precisa-se de todos, e agradecer a ajuda que recebeu de alguém, reconhecer que precisa, pois o próprio Deus viu isso, quando disse: “Não é bom que o homem esteja só”. Grandeza de chorar em público, quando as lágrimas não reconhecem a grandeza e vem à tona, grandeza de reconhecer que falta fazer, e que as  limitações existem, como reconheceu o Rei Salomão, quando disse: “Mal podemos compreender o que se passa na terra, dificilmente encontramos o que temos ao alcance das mãos”.

Grandeza, senhores(a), em seguir o conselho do próprio Jesus Cristo, quando disse: “quem se humilha será exaltado, e quem se exalta será humilhado”

Nenhum comentário:

Postar um comentário