segunda-feira, 1 de julho de 2013

Um Caixa


Um CAIXA! Sim, há muito tempo venho montando um quebra-cabeça. Tive muita sorte de ter visto acabar, quando eu era ainda quase adolescente, em São Luís, antes de morar em Teresina ou em Bacabal, aquilo que eu chamava de sucesso. Não era. Sucesso foi eu ter perdido, graças a Deus, que não me permitiu que criasse asas, como eu queria.

Escrevi uma vez, um texto e está na Internet, intitulado de Porque sou fotógrafo. Contei um pouco da minha trajetória, mas só um pouco. Fiz todos os planos que me chegavam à mente, claro que errados, se não estaria contando outra história, não esta, ou não estaria contando história nenhuma.

Você só pode contar com o que tem. Contar com o que tem, não é contar com o que se imagina que vai ter, isto se pode chamar de sonho, e não é errado sonhar, o errado é achar que sonhos são realidades, antes mesmo de se tornarem sonhos de verdade. Mas estou escrevendo sem dizer o que quero...

Escrevi como título deste texto, O CAXA. É uma espécie de economia que todos nós precisamos fazer. É melhor que arquitetar como vamos ter lucros altos, explorando os irmãos, necessitados, assim como eu, que trabalho, com a intenção de progredir e de fazer alguém também progredir se espelhando em mim. Isso, se fosse feito de uma maneira correta, ajudaria a libertar uma sociedade, escrava de um "Sistema" que não quer saber se eu ou você vai morrer de fome ou de doença, porque os donos do tal "Sistema", os nossos irmãos, que nós mesmo colocamos lá para isso, ao se depararem com um pacote bem grande de dinheiro, que seria dividido para muitos, dizem: "Este dinheiro é meu", eu corri risco até de vida, tentando me eleger, comprei votos, tive que conviver com gente de todo jeito, correndo risco de contrair uma doença...não quero nem saber, é meu.

Senhores(a), o que narrei acima, aconteceu de verdade, numa cidade, no Maranhão. Mas, irmãos, acontece todos os dias, por parte dos nossos "capacitados e honrados representantes", que têm a nossa cara, e é por isso que são o que são, porque são a nossa cara...a minha cara, que não faço nada para ajudar a libertar nem a mim, nem o irmão, que precisa de sair das correntes que ata as mãos,  a alma e tolhe a mente, nos hipnotizando, nos tornando incapazes até de rejeitar as amarras.

Um caixa, feito com o objetivo de socorrer aos do grupo, que encabece a ideia, indica o caminho para a solução dos problemas. Sem egoísmo e com muita determinação, seguindo o "Amai-vos uns aos outros", de Jesus Cristo, e sem ceder a tentação de querer ser o maior, pode ser o segredo para um mundo mais humano e mais justo.

Que Deus nos ajude!

De Jeremias, Fotógrafo e blogueiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário