domingo, 7 de julho de 2013

Questionamento

De vez em quando encontro alguém, generoso, que me diz: li uma matéria, ou mensagem no seu Blog e  gostei. às  vezes até acrescenta um parabéns, o que me deixa muito empolgado, até porque eu sei que não mereço elogio nenhum, mas, como gostamos de elogios, eles são bem vindos e nos anima. Contudo, quando, por acaso fazemos alguma coisa que presta, pelo menos para alguns, não é algo assim que mereça aplausos, visto que é obrigação, e tal verdade é bom que seja dita. E porque estou escrevendo isto? alguém, com rasão, perguntaria. Digo, perguntaria, porque não vai haver necessidade de fazê-la, porque a resposta já está aqui: Quem me conhece um pouco, tem muito motivo para questionar o que escrevo, e isto, porque eu, mais do que muitos, questiona quase tudo, o que faz com que eu pare no ar, para questionar qualquer coisa. A resposta, caro leitor(a), já foi dada, e se você não entendeu, vai uma dica: quando me questiono, sugiro, para não dizer, obrigo, alguém fazer o mesmo, em relação a mim, aos outros e a si próprio.

Imagine senhores(a), quando eu, e outros...loucos iguais a mim, com aparência insignificante, quando nós, os sonhadores,  como  muitos que se foram, com John Lennon, ex beatles, que se expressou na música Imagine... muitos outros, inclusive o Maior  nome, no ponto de vista dos cristãos, Jesus Cristo, que num período muito curto de tempo, trinta e três anos, questionou tanto, que atraiu para si, o ódio dos poderosos, até da Igreja da época, a ponto de não O tolerarem e O matarem. 

Mas, senhores(a) todos nós sem exceção morreremos, e muitos morreram para proporcionar vida mais digna a nós, que ainda estamos por aqui. Portanto, façamos o nosso papel, cumpramos nossa missão. E mesmo sabendo do fraco argumento, que se ouve  depois da eleição, do famoso, "não vim para consertar o mundo", e o que aqui está subtendido na "célebre" frase é: Vim para saquear, porque todos saquearam. Me refiro no caso, aos políticos partidários, mas eu e você tem culpa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário