segunda-feira, 12 de agosto de 2013

55 anos das Irmãs de Nossa Senhora dos Anjos no Maranhão.



Talvez a jovem Maria Rosa Flesch não tivesse a ideia do tamanho de sua responsabilidade, no seu país, nem muito menos pelo mundo afora..."por todo mundo". Responsabilidade, que não encerrou com sua morte, até porque, a missão, de evangelizar é passada de geração em geração, e educar no Evangelho se faz, mais do que nunca, necessário, uma vez que, o progresso do mundo não tem priorizado essa prática, então, entra em cena, os 
discípulos de Jesus Cristo, para fazê-la.

Já são 150 anos de prática de uma ideia. Ideia, digamos, de servir, sem dúvidas, que virou desejo. Desejo que se torna herança para que chega para continuar a missão.

É gratificante, senhores(a), poder um pouco ajudar na divulgação de tão digna tarefa. E não é somente  missão de uma pessoa, ou de um grupo, mas, de todos. Cada um, no seu trabalho.

Me limito em  um breve texto,  por não ter com riqueza de detalhes toda a história de Madre, Rosa, como passou a ser chamada, aquela que foi a sonhadora, jovem alemã, Maria Rosa Flesch. Mas o que tenho, me leva a admirá-la.


















Irmã Ciarda, recebe, em nome da Congregação
Um presente da comunidade de São Francisco
das Chagas: Um boquete de flores









Nenhum comentário:

Postar um comentário