quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Câmara Municipal de Bacabal de visual novo e divergências

Conheça os Vereadores de Bacabal

Da esquerda para a direita: Vereador Teles(Cadeira vazia), Ver. Erivelton Martins, Ver. Reginaldo do posto, Ver. Gilmar Reis, Ver. Dr. Fernando Sousa, Ver. Manuel da Concórdia, Ver. Maninho, Ver. Serafim Reis, Ver. Melquíades, Ver. Bebeto, Ver. Gleydson Santos, Ver. Florêncio Neto, Ver. Peri, Ver. Edivan Brandão 


 Da esquerda para a direita: Vereador Teles(Cadeira vazia), Ver. Erivelton Martins, Ver. Reginaldo do posto, Ver. Gilmar Reis, Ver. Dr. Fernando Sousa, Ver. Manuel da Concórdia, Ver. Maninho, Ver. Serafim Reis, Ver. Melquíades, Ver. Bebeto, Ver. Gleydson Santos, Ver. Florêncio Neto, Ver. Peri, Ver. Edivan Brandão 


 Na Plenária: 1º Secretário Ver. Rogério Santos, Presidenta Ver. Regilda, 2ª Secretária  Ver. Natália





 Na Plenária: 1º Secretário Ver. Rogério Santos, Presidenta Ver. Regilda, 2ª Secretária  Ver. Natália


 Da esquerda para a direita: Ver. Teles(Cadeira vazia), Ver. Erivelton Martins, Ver. Reginaldo do posto, Ver. Gilmar Reis, Ver. Dr. Fernando Sousa, Ver. Manuel da Concórdia, Ver. Maninho, Ver. Serafim Reis, Ver. Melquíades, Ver. Bebeto, Ver. Gleydson Santos, Ver. Florêncio Neto, Ver. Peri, Ver. Edivan Brandão 

Mais alguma coisa na Câmara...
Um reino dividido entre si? seria mesmo isso, ou um jogo político?

Pela primeira vez, ouviu-se na Câmara Municipal de Bacabal, na gestão do senhor José  Alberto, prefeito eleito com quase 8 mil votos de diferença do 2º colocado, na ultima eleição, o que poderíamos chamar de vontade de denunciar, de um Vereador, que alias, é "fiscal do povo" que o elegeu, e lá quase pelo meio de  seu discurso fez questão de dizer, que é da bancada governista, citou, inclusive o parágrafo 2º da Lei Orgânica do município, que diz, que uma das responsabilidades do vereador é assessorar o Prefeito. Mas, fez um  discurso bastante contundente, no sentido de solicitar, inclusive que o Secretário de Saúde, dr. Idalgo  Leda, pedisse para sair do cargo de Secretário. 

E poderíamos de fato acreditar, na sinceridade  do  discurso, se  e  a política partidária fosse sinônimo de governo  justo, sem demagogia, sem mentiras e sem briga de "faz de conta".

Não seria essa uma atitude de alguém da oposição? Sim, senhores(a), da oposição, que também é de faz de conta, até que seja provado o contrário. E aqui, quem sou eu para julgar, sobretudo um "consagrado" da Democracia, que é o Governo do povo, pelo e para o povo? Um simples fotógrafo...blogueiro, não reconhecido, pelo menos para os Vereadores, dos quais desfruto amizade e respeito, mas que não me têm como blogueiro...que "ataca, defende, acusa, condena, ou absolve.

Sou também, amigo de todos, daquela Câmara. Conheço todos os Vereadores, pelo nome, sei o lugar que cada toma assento, acompanhei, 9 (nove), dos 17(dezessete) eleitos, na campanha, pois fui eu quem  os fotografou para seus respectivos cartazes. Mas, senhores(a), como representantes do povo...com muito respeito, estão deixando a desejar, e aqui, quem fala agora, é um eleitor, não um simpatizante, deste ou daquele grupo, de oposição ou situação.

Representar o povo? senhores(a), posso cometer o erro, em criticá-los, mas, fazer o que?

Escrito por Jeremias-Fotógrafo e blogueiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário