sexta-feira, 2 de agosto de 2013

"O Justo vive pela fé"


"Olhai os lírios dos campos e as aves dos céus, não fiam e nem tecem, todavia, nem o Rei Salomão se vestiu tão bem quanto eles".

Jesus alertava muito aos seus Discípulos e mesmo as multidões. Falava do Buscai primeiro a Deus, Falava que o Justo vive pela fé, e ensinava como fazer.

A obediência a  Deus, e o Buscai primeiro a Deus e sua Justiça, e tudo mais vos será dada em acréscimo, às vezes parece algo um tanto sem sentido. No entanto, nem a vida, temos por nossa própria conta. Paramos bem pouco, ou nunca, para ficar  diante do infinito. Não temos tempo, ou nosso "bom senso" não nos permite tanta utopia. A menos, que algo de imprevisível e cruel, nos aconteça. Ganhar dinheiro, pode ser o mais interessante, porque temos as contas a pagar, mais uma vez, a menos que algo nos pare.

Incrível, alguém pode dizer: Parece que o texto sugere uma obrigação, para evitar alguma praga. Engano nosso, porque eu também entraria nessa fila dos que assim pensam. No entanto, o buscar a Deus, pode ser que não seja para evitar o que chamaríamos de tragédia, porque, certa  vez, narra-nos a bíblia, os Apóstolos de Jesus, ao se depararem com um deficiente visual de nascença, perguntaram a Ele, quem pecou para que tivesse nascido assim, se ele, ou  seus pais. E a resposta foi: ninguém pecou, nasceu assim para que se manifestasse nele a glória de Deus.

Uma outra pergunta aparentemente lógica, e eu também faria: O que conta afinal, buscar a Deus? o que eu ganho? então a resposta é ainda mais clara, se eu perguntar: O que eu ganho não obedecendo? O propósito de Deus para mim, tem algum sentido? Eu dependo d'Ele? Bom... quando tudo está bem, podemos não perceber a necessidade de Deus. Mas, fique doente, ou alguém de sua família...e logo percebemos o quanto precisamos. O mundo parece fugir ao nosso controle. Digo, do controle que acreditávamos, até aquele momento, ter.

O "Procurai ao Senhor enquanto se pode achar", pode ser que seja a partir de uma reflexão. O que se exalta será humilhado e o que se humilha será exaltado, pode ser a partir, também de uma reflexão.

Algumas vezes eu me depara com alguma situação, que me parece sugerir, uma atitude de superioridade, mas, ao dá uma olhadinha no meu passado, me curvo, e já fico achando que o mundo me testa, e recuo. Pode ser o freio imposto pela experiência, como falou o Papa Francisco, na entrevista a um Repórter, aqui no Brasil, consista em lembranças de uma derrota que me cause pavor. A derrota na luta que provoquei e na exaltação dos meus pensamentos, punida com a humilhação, já desenhada pela natureza e pelo Deus da natureza.

O Justo vive pela fé. É bom que eu não duvide.

Escrito por Jeremias, Fotógrafo e blogueiro



Nenhum comentário:

Postar um comentário