domingo, 15 de setembro de 2013

O Mestre de um soco só

A Qualquer momento que se encontrasse o mestre, em sua moradia, lá estava ele treinando...um soco. Porque dizia ele, se eu treinar muito, eu vou acabar aprendendo.

Ele, certa vez aceitou o desavio de matar um boi, com um soco. No dia marcado, se aproximou uma multidão, do local para ver o que ia acontecer. Na hora certa lhe apresentaram o animal que seria morto...por um soco. O mestre analisou o animal todo, escolheu uma parte da região da cabeça, acertou um soco. O boi caiu, mas não morreu. Então o mestre baixou a cabeça e saiu sem dizer nada. foi embora para sua cabana, que ficava numa montanha, bem distante dali.

De vez em quando recebia visita de alguém em busca de uma palavra de conforto, ou mesmo de conselhos. E um certo dia recebe a visita do desafiante, que questionou o não cumprimento da promessa de matar o boi, com um soco só. Então o mestre aceitou voltar para cumprir o desafio. E voltou, 10 anos  depois, e dessa vez matou um boi, não o mesmo da tentativa frustrada, mas um outro, porque diziam que aquele estava muito velho.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário