sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

É possível chegar lá, sim

Assistindo algumas homenagens, feitas a Nelson Mandela, pude entender que é possível cumprir a tarefa de ser gente,  apesar do atual grito do progresso mundial. O "progresso" talvez não me permita, mas o espírito que move meu corpo, me revela todos os dias, que há algo além de um "progresso" exaltado todos os momentos pela ciência, pela era tecnológica e por não sei lá o que.

O velho ensinamento da união entre os povos, parece ter envelhecido. Já nos envergonhamos de falar disso. Vão nos chamar de atrasados, idiotas, ou de pregadores de "filosofias baratas", as mesmas que ensinou Jesus Cristo, que falou de um tal de "amai-vos uns aos outros", e uma tal de "riqueza no Céu".

O mundo, senhores(as), perde um homem, que, apesar de ter pago uma pena de quase vinte anos numa penitenciaria, mostrou que é possível crescer, e que a igualdade racial, assim como a partilha de compreensão e o Amai-vos uns aos outros, ainda funciona, sim, e o mundo acha bonito, apesar de pouco de nós tentar praticar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário