quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Um preço a pagar

O que eu gostaria de ter hoje? O que você gostaria de ter hoje? O que o meu inimigo gostaria de ter hoje?

São perguntas bobas, sei disso, mas servem para nortear nossas vidas. Pegando...digamos, o gancho do Natal, me lembro de um homem jovem e rico que certa vez procurou o Profeta Jesus Cristo. Sim, naquela época Ele era tido como um profeta, e entre os judeus da época, um profeta era bem vindo, às vezes, sobretudo se profetizasse coisas que as pessoas quisessem ouvir.

Sim, um homem jovem, e rico, o que lhe pode faltar? Quem sabe, talvez uma paz interior, que vale mais do que qualquer riqueza em dinheiro ... ou se não vale, porque aquele homem, retrato de todos os homens ricos, e que por ventura sejam jovens! buscam algo a mais?

Senhores(a), acima escrevi: "Um preço a pagar". Cada momento que tenho com alguém, me sugere, de imediato uma reflexão. Todos nós, sem exceção, queremos algo, é por isso que gostamos de receber...um presente, um elogio, uma promoção, e sobretudo, o reconhecimento de todos! Do mundo todo, se for possível. Tem um preço, contudo, como foi cobrado do jovem rico que foi procurar Jesus Cristo: "Vende tudo o que tens, dar aos pobres, e depois me segue". Um preço alto demais, para aquele jovem, para você e para mim, e porque não? Somos assim mesmo. Queremos, só não aceitamos, na maioria das vezes, pagar o preço.

Certa vez, fiquei sabendo sobre o que uma irmã minha disse de mal, sobre mim. Não vou escrever aqui, é claro, porque não é uma denúncia, e se o fizesse, fugiria do título deste texto. Com certeza não gostei. Imediatamente me lembrei de algumas atitudes de valentia que já tomei, ao longo do meu caminho. Atitudes que resolviam, pelo menos parecia que sim, e eu ficava por cima, ou pelo menos achava isso. Eu estava fazendo uma  conta, que viria para ser paga, por mim, e vieram sim, todas, e com uma brevidade muito grande. O problema, senhores(a), caros amigos, ou nem tanto, que por algum motivo acessam este blog, ou meu Face, Jeremias Pereira dos Santos. O problema é saber se vou poder pagar a conta, pode ser que seja muito alta, ou ainda: pode ser que alguém vai me pedir uma prestação de contas. Ou pode ser que nada disso aconteça. Então uma pergunta: Minha consciência me deixará em paz?

Hoje é um dia de reflexão, e aqui uma interrogação: Jesus Cristo, um nome muito bonito para ser chamado, até em palanques de candidatos a representantes do povo, até quando busco fazer o mal a alguém, quando busco uma oportunidade para me dá bem, quando busco inspiração para meus textos...Ele veio? Ele ensinou alguma coisa mesmo? Ele ressuscitou? Ele tem uma salvação para dar aos que seguirem suas doutrinas? Nenhuma das perguntas posso responder, dentro de uma ´lógica. Contudo Senhores, creio que poucas pessoas têm motivos para acreditar n'Ele, tanto quanto eu tenho. Por isso, hoje, dia de Natal, este título: "Um preço a pagar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário