sexta-feira, 25 de abril de 2014

Surgem os candidatos!


Mais uma vez nos é sugerido que acreditemos nos "santos homens...ou santas mulheres"... que já se aproximam de nós, digo do povo, que os santificarão, canonizando-os, depois de alguns milagres constatados, ou melhor, das promessas... de milagres. 

Quando se fala de canonização, se refere ao fato de atribuir a um beato a qualidade de perfeição ao ponto de ser considerado Santo, que quer dizer, alcançar de Deus, a graça de seu propósito(separação do mundo de pecado), de acordo com a bíblia: “Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis diante dele em amor” (Efésios 1:4, itálicos meus). “Porque Deus não nos chamou para a imundícia, mas para a santificação” (1 Tessalonicenses 4:7). 

Mas, senhores(a), antes de qualquer crítica, aqui não é uma aula bíblica, estou ilustrando com um trecho muito sério da bíblia, para  chamar à nossa atenção. Estou falando dos nossos candidatos, que se propõem a nos "representar", e como verdadeiros santos, ou como deputados, que distribuirão caminhões de brinquedos fajutas, ou que nos esboçarão um sorriso, e que pagamos...presentes e sorrisos, e muito caro com um salário de  R$ 26.723,13 mas que de acordo com uma matéria que li na Internet, chega quase 80 mil. Não sabemos o certo por causa da falta de transparência. Se eles não forem eleitos, e com o nosso voto, não ganharão essa "pequena quantia". Por isso, a maior preocupação deles, é fazer a média...bem diferente de querer representar quem quer seja...o povo. Candidatos a governador, que irão nos governar, impondo-nos condições de escravos, que eles agora chamam de libertação. No nosso caso, aqui, libertação do Maranhão. Um nome muito bonito e que conhecemos muito bem e que a história nos lembra, se tivermos esquecidos.

Sem necessidade de muitas críticas, senhores(a), vai aqui uma sugestão: Vamos nos unir, em prol de nossa sociedade, e da que virá num amanhã bem próximo, com os nossos filhos e netos. Uma pergunta: Teria uma maneira de garantir melhores dias com melhores representantes, menos desumanos? Posso não agradar a nenhum dos candidatos, mas, é melhor a minha sinceridade agora, do que a decepção mais tarde. Como blogueiro e fotógrafo preciso de matéria para divulgar, e serviços fotográficos para vender. Mas, acima de tudo, preciso da graça e sabedoria de Deus. Todos nós precisamos. A atual Campanha da Fraternidade nos sugere: "Foi para a liberdade que Cristo nos libertou". Temos todos nós, em nossos ombros a responsabilidade de tornar, no mínimo, nossa cidade melhor. Não temos obrigação de ajudar a fazer campanha de ninguém, mas, de nos unir  com idéias e atitudes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário