segunda-feira, 28 de julho de 2014

Preparando para a guerra




Durante um   Curso da Força Tática, resolvi destacar alguns momentos, porque entendi, que lá fora as pessoas precisavam saber um pouco, sobre.

Durante os três primeiros  dias, e as três primeiras noites, quase sem comer, e sem dormir, é possível valorizar o gosto e a importância de um caramelo. Ou melhor, da metade de um. É possível entender o valor da conversa com um colega de Curso. Ou ainda o valor de fazer o próprio rancho, o valor de um corpo enxuto, porque, na maioria das vezes, não está. É possível valorizar um pouco de comida que caiu no chão. É possível valorizar o que uma vida de rotina normal tem, porque lá, quase nada se parece com o dia a dia.

Na ausência, é possível sentirmos saudade e descobrirmos o valor... que nem tínhamos atentado.                                                                                                                                                                                    .







Nenhum comentário:

Postar um comentário