domingo, 28 de setembro de 2014

Notícia, ponto de vista ou Propaganda...?


  • Jeremias Pereira Dos Santos Cada vez, que alguém, sobretudo da Imprensa Nacional, se posiciona contra ou favor de um partido político, grupo político, ou de um candidato, deve fazê-lo, de maneira, que não pareça propaganda. Não nos iluda! Nem mesmo a Imprensa, que tem a obrigação de noticiar, não de expor, o que o repórter, por convicção ou por paixão, 




    Ninguém pense por nós! Nem eu e nem você
  • Não sejamos tão pacatos, a ponto de nos impressionarmos com qualquer coisa, nem tão sábios, a ponto de querer induzir o mundo a nos seguir! A liberdade de um povo é o que mais conta, e isso não sou eu quem determinou...nem você. Mas, se acreditamos num criador...em Deus, e atentarmos para a história bíblica, do Antigo ao novo Testamento, veremos que durante toda a história humana, do ponto de vista bíblico, do que mais a humanidade foi alertada, foi de uma libertação, em todos os sentidos.
  • Ponto de vista, e opinião própria, todos temos, mas, representar um povo, não significa toná-lo meu ou seu seguidor, deste ou daquele pensamento.
  • É hora de acordarmos, e procurarmos cumprir, cada um de nós, o nosso papel. Temos em nossas mãos, tudo, o que precisamos, para uma realização, dentro dos limites que determina a natureza, e o Deus da natureza.
   

   O Dia de eleição...!
  • Dentro de 8(oito) dias, temos mais uma eleição, que, certamente será parecida com todas as outras que se passaram, quando  estivemos escolhendo, nossos gestores. Não deixemos que determinem por nós, os "espertos", que até nos darão dinheiro, no momento da chamada "Boca de Urnas, que na realidade, é a hora da pressão, que quando é acompanhada de um dinheirinho, se torna mais induzível. É ali, no momento do dinheirinho, que devemos evitar, porque, quem quer que nos ofereça dinheiro, está nos vendo como pobres e inúteis esmoleis. 
  • Se somos menos favorecidos, do ponto vista financeiro, mas não somos esmoleis. Se somos trabalhadores, não somos mendigos.  E aqui, não falo com menosprezo daqueles, que por um motivo ou outro, estão pedindo algo para sua sobrevivência...sua alimentação ou vestimenta. Falo dos sãos, que receberam de Deus, o privilégio de ser mães ou pais de família, ou filhos, que ainda não são pais ou mães.
  • Somos, senhores(a), os responsáveis pelos nossos destinos, e destino das crianças, adolescentes e jovens. Somos o espelho, sobretudo do ponto de vista de atitudes, que induza à  escolha de representantes, que é o assunto do momento. 
  • Muito obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário