sábado, 13 de setembro de 2014

Política Partidária...! Muito interessante !


Vale a pena ler...

O candidato, para tirar a foto do cartaz, da campanha, vai a um Studio...se possível na capital, tira 50 fotos, para escolher,  talvez, uma, se o fotógrafo tiver num dia de sorte. Sorrir de frente, de lado, mostrando os dentes, ou não, ergue o  busto....e por aí vai, e nem começou a campanha ainda.

Durante a campanha, a história muda: Se contrata cabos eleitorais, por uma boa quantia, que saem à procura de eleitores...a qualquer preço. O candidato sai em busca do voto. Em uma carroceria de um caminhão, numa carroça, num jumento, entra em todas as casas, bebe água do pote, come feijão numa cuia, visita as quebradeiras de coco, e lá, pega um machado, tenta quebrar também, fala que foi criado(a) quebrando coco...e que vai ajudar todo mundo. E impressiona...a ponto de as pessoas,  lá do interior, se admirarem, e se sentirem muito bem, só porque o "doutor(a), entrou em sua casa, abraçou, beijou...deu até um bom dinheiro. Claro, que muito pouco para ele, mas, para o morador, que recebeu, num dia que não tinha nada, foi muito dinheiro. 

Pois sim, o doutor ainda fez promessa: quando passar as eleições, vai buscar o seu joão, ou dona Maria para passar um dia com ele(a)...

Não termina por aí, claro que não. Todos nós, sabemos que agora que vai começar. Se não é do doutor, a campanha, pode mudar um pouco: Pode ser mais criativo. Pode vestir uma roupa exótica, colocar uma máscara, pode se vestir de palhaço, pode fazer um discurso, falando de valentia, falar que com ele, o mundo pega fogo, etc...

Senhores(a), escrevi isso, só para  expressar o quanto me impressiono com, o esforço que os candidatos fazem, e só para "ajudar" as pessoas. Claro, que ainda deve acontecer...a ajuda, porque, eu nunca vi, meu pai não viu, meu avô, também, não. Mas, se eu começar a fazer minha parte, hoje, pode ser que meu neto, ou meu bisneto, veja acontecer. Se eu só criticar, pode ser que eu faça muitas pessoas sorrirem, das minhas críticas, mas nada mudará. 


Como seria o bom candidato...?
De máscara?
De Super Homem?
De Incrível Hulk?
De Mulher Maravilha?
De Professor(a)?
Vestido de Anjo? Padre, Freira, Pastor...ou sei lá o que...?
Eu também, como você, que questiona, quero saber qual o bom, e como reconhecê-lo(a)

Senhores(a), me recordo da história de um rei do povo de Israel, chamado Salomão. Diz a Bíblia, que foi o rei mais sábio e mais rico de todos os tempos. Que construiu um Templo, na cidade de Jerusalém, e depois de construído fez uma oração bem longa, para pedir a sabedoria, e também, pedindo, que todos quantos fossem àquela casa, para ser julgado, que  fosse feito com justiça. 

Já escrevi muitas vezes sobre o rei Salomão, quando escrevi sobre política partidária. Fico indignado, quando alguém me oferece algo, em forma de promessa: Quando eu ganhar...vou te ajudar. Minha vontade, sinceramente...não posso escrever aqui, porque seria um desrespeito com quem acessa este humilde Blog. Não vou dizer, o que eu gostaria de dizer. Mas, certamente, o candidato, que por ventura, vier a ler isso, não me faça promessa, e nem me elogie, em troca de voto para ajudar ele se dá bem. Digo, se eleger  para "ajudar" o mundo todo...a se irritar com ele e com todos os outros anjos...,do mal.

No dia em que  pessoas se organizarem, em uma associação qualquer...dispostos a caminharem com com os próprios pés...cada um servindo de apoio para o outro...dispostos a ajudarem, e não a pedirem esmola aos políticos partidários. Dispostos a reconhecerem o poder que têm, e dele fazerem uso, para o bem da classe...então, o povo pode encontrar um representante no meio do próprio povo. Enquanto isso não acontecer, nos venderemos, e venderemos nossos filhos e netos, e mais gerações nossas aos senhores, que nós mesmos construímos...! Continuaremos escravos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário