quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Creio que é possível se escolher um gestor, que seja de fato, Representante do Povo.


Diante das críticas que fazemos aos nossos gestores, e do que chamamos de falta de confiança nos mesmos, prefiro continuar confiando que é possível mudar. E acreditar, significa para mim, entender, que ainda não fiz a minha tarefa, no que diz respeito à contribuição para mudar a cara do governo, que tem a minha cara.

Não posso e nem devo, usar  palavras de "baixo escalão" para demonstrar minha indignação em relação aos gestores, que ajudei a colocar como representantes do povo. O que devo fazer, é reconhecer que votei errado, sobretudo, quando aceitei votar em uma pessoa que não conhecia, e que o fiz por influência de alguém, ou, porque ele é rico, ou porque me ajudou como uma determinada quantia, ou ainda, porque a maioria dizia que ia votar.

Qualquer um dos casos que citei, considero erro grave, quando o assunto é votar para escolher o representante de um povo. Quando voto em alguém que não conheço, e o faço por influências de outras pessoas, estou demonstrando que não tenho opinião própria. Quando voto em alguém, porque é rico, estou enganando a mim, e isto eu chamo de me iludir, porque, a riqueza dele, nunca será minha, pelo menos da forma que demonstro acreditar. E isto é ridículo, porque se caracteriza falta de noção, interesse no que não é meu, falta de confiança em mim mesmo, e falta total de dignidade. E quando voto, porque recebi uma determinada quantia, sem que tenha prestado algum tipo de serviço, deixo mais do que claro, que sou desprovido de senso de justiça no que toca o dever de lutar pela sobrevivência, fazendo valer o que o próprio Deus, lá no jardim do Éden, disse ao homem por ele criado, depois da desobediência: Porque me desobedeceste, comerás do suor do teu rosto. O que quer dizer, trabalharás, para garantir teu sustento. E quando voto, porque a maioria dizia que ia votar, estou me colocando na fila dos que são chamados de "maria vai com as outras".

Senhores(a), pode parecer dramático, querer acreditar, ou demonstrar, que acredito, nessa possibilidade de se encontrar um verdadeiro representante, e que para isso, seja de fato, necessário seguir, algo que se possa até chamar de "filosofia barata", ou do que quer que seja. No entanto, não acredito que Deus mande do Céu, um bom representante. Creio, que Ele, quando nos fez, homens e mulheres, mais ou menos perfeitos das faculdades mentais, nos fez com condição de discernir o bem e o mal, e assim, com condições de encontrar o caminho, a partir de uma reflexão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário