domingo, 9 de novembro de 2014

Podemos contribuir com o progresso


A partir do momento, que realmente quisermos contribuir com o progresso, entenderemos que temos muito mais a oferecer, do que necessidade de pedir, ou de reclamar.

Um pequeno grupo, de pessoas que acreditam na conscientização própria, e na possibilidade de levar isso aos outros, começa a se organizar em Bacabal. De acordo com o discurso de cada um, o desejo realmente existe. O tempo, evidentemente se encarregará de tirar dúvidas quanto a esse desejo, de expressão tão contundente.

O papel nosso, enquanto imprensa, senhores(a), é divulgar, questionar e incentivar. Divulgamos quando publicamos. Questionamos, quando colocamos os exemplos da falta de sinceridade, dos que também pregaram para o povo, em um palanque, e se venderam para o executivo, antes mesmo de serem solicitados e incentivamos quando também, sugerimos a atenção de cada um dos pregadores dos bonitos discursos, para o que seria, à luz dos ensinamentos...inclusive bíblicos, de fato, representar alguma coisa e sobretudo representar um povo.

Dentro de um entendimento adquirido no decorrer do tempo, e de lições que recebi através dos meus próprios erros, que não foram poucos, venho solicitando de mim, e dos se que aproximam de mim, uma atenção sincera, com o que falam, ou com o que escrevem, sobretudo, quando o assunto é conscientização. 

Não fiz, e nem estou disposto a fazer propaganda de nenhum "político", e contestei, quando certa vez, alguém, de uma origem muito humilde me sugeriu fazer, para "livrar meu pão de cada dia", eu teria que falar bem no meu Blog, do prefeito. Na realidade fico com nojo, quando lembro da proposta. Mas entendo que inovar, pode significar ser besta, como me sugeriu o funcionário da prefeitura. 

Eu poderia, senhores(a), detalhar sobre o assunto do qual faço aqui uma breve introdução

Nenhum comentário:

Postar um comentário