segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Uma Olhadinha no Carnaval...2015



Permita-nos uma breve introdução da história do Carnaval

Carnaval, do Latim, "Carnis levale" que quer dizer prazeres da carne.

Festa  que antecede um longo período sem carne, por conta da Quaresma, um período de quarenta dias antes da morte de Jesus Cristo, que inicia-se na Quarta Feira de Cinzas. Cinzas, que para o povo judeu, os descendentes de Abraão, significavam sinal de penitência  diante de Deus. E que para os que aderiram as doutrinas de Jesus Cristo,  os cristãos, é o Rei do qual Deus falou ao rei Davi: "De ti sairá um rei, cujo reinado nunca terá fim".

Na realidade, se atribui a origem do Carnaval,  lá nos anos 600 a 520 a.C. Lá os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos seus deuses, por conta da boa colheita, proporcionada pela fertilidade do solo. E passou a fazer parte do calendário Católico, de acordo estudiosos no assunto, em 590 depois de Cristo.

Quanto ao motivo da Igreja Católica ter aderido a uma festa, que para os Gregos, era em agradecimento a deuses pagãos,  quando a eles era atribuída a prosperidade, pensa-se "o seguinte": Se um povo festejou com alegria em agradecimento ao que recebeu, quando acreditavam que tais bênçãos vinham de seus deuses, porque não fazer algo parecido, antes de uma jornada de quarenta dias, respeitada por muitos Cristãos, que fazem suas penitências enquanto chega  o grande dia da Ressurreição? De qualquer maneira, é que temos como história para o assunto desta postagem.

Hoje, com um mundo bem mais avançado, o Carnaval também acompanha a evolução e cresce numa proporção muito grande. O que para muitos, pode parecer somente extravagância, de uma festa mundana, para os verdadeiramente  cristãos, marca ao final, o início de quarenta dias de espera por um momento mais importante.

Em Bacabal, uma olhadinha no Carnaval...

Fantasias extravagantes, como a do bem humorado Cristiano, galhos de mato, como no caso da Turma do Pó, que completa 40 anos, e que ainda carrega a maizena que simboliza velhos e bons Carnavais...

Para  os foliões, com seus tambores e as mais variadas  maneiras de fazer barulho, para os promotores dos concursos de Blocos, que visam reconhecimento politico ou outro tipo, e isso não é errado, porque de uma maneira ou de outra contribuem muito, para os patrocinadores, que apesar das inúmeras dificuldades estão sempre dispostos a ajudar, para os que, com suas criatividades, como o cidadão do "Pau de Self", com uma fantasia extravagante, e que consegue ajudar no brilho da festa das fantasias, para a Imprensa, que com seu esforço registra tudo para divulgar e guardar, para a história que será contada num futuro não tão distante.

Para nós senhores, que vamos pelas ruas em busca de extravasar nossa alegria, em agradecimento por nossas conquistas vitoriosas, ou nem tanto...que desafiamos o mau tempo, e sob o Sol escaldante, ou temporais de chuvas, não desistimos do bom humor, parabéns,  porque o povo é quem promove.



Turma do PÓ, com 40 anos
Turma do PÓ, com Cristiano ao centro




Cristiano, com uma bonita
 fantasia, incluíndo um Rádio.



Turma do PÓ, aos 40 anos de Carnaval...


















O famoso Pau de Self,..







Concurso de Blocos Carnavalescos com premiação para as três primeiras colocações excedentes de Quinhentos Reais 





O Pau de Self...no carnaval





























































































































































































































































































Nenhum comentário:

Postar um comentário