quinta-feira, 21 de maio de 2015

Conselhos dos mestres


Todos nós recebemos conselhos dos nossos mestres. Eu, por exemplo, quando era criança, meu pai dizia: "Aprenda ser homem! Proceda como homem"...etc. Minha mãe, que já está de idade avançada, ainda hoje diz: "Meu filho...tenha cuidado...!".

Quando eu tinha 13 anos de idade, meu pai, incentivado por meu padrinho de Crisma, o então Padre Xavier, me mandou para um Seminário, onde eu estudaria para ser Padre, e lá no Seminário Cônego Nestor de Carvalho Cunha, na cidade de Brejo dos Anapurus/MA, o Bispo Dom Afonso de Oliveira Lima, dizia com muita frequência: "use a cabeça".

Quando eu saí do Seminário Menor, em Brejo/MA e fui para São Luís/MA, o Padre João de Fátima, com seu português afrancesado, dizia: "Ô apá...tu não fui na gerra". Isso queria dizer: tu não aprendeste com a dureza da guerra. E logo depois completava: "tu tens que te treinar".

Quando eu ia deixar o Seminário, quis comunicar ao Padre Xavier, que lá me colocou. E depois de eu explicar porque não queria mais continuar, ele me disse: "Sejas tu, como o profeta, cujo o nome tu tens dele".

Depois do Seminário fui trabalhar em uma loja de confecção e Armarinho, a Mara Confecções. Lá, cada gerente tinha vários  conselhos, e me recorda com muita clareza, um. Na realidade,  aquilo foi mais que um conselho. Numa, das reunião de rotina, o sr. Aroldo, filho do proprietário da loja, sr. Adalho, fez a seguinte observação:"Sei que alguns, aqui, quando me olham, têm vontade de vomitar, com nojo". E continuou mais ou menos assim: Mas eu quero dizer a esses: Mesmo sem gostar de mim, façam bem o papel de vocês. Vocês vieram aqui pedir emprego para trabalhar, e por isso demos a vocês a oportunidade.

Depois entrei numa academia de Karate, a Academia Real Karate, dos instrutores Robson e Ribamar. Lá...sim, lá, cada palavra era uma instrução, ou conselho, já que aqui falo de Conselhos dos mestres.

Na Academia Real Karate, numa das aulas, me recordo como se fosse hoje. O instrutor Robson, quando ensinava-nos a socar, dizia: "Se vocês se esforçarem para aprender a socar, daqui a dez anos estarão quase aprendendo. E daqui a vinte anos, talvez não precisarão mais de um soco, para vencer uma luta...!"


Mas, senhores(a), teremos metres durante toda nossa vida. O mundo nos proporciona a cada momento, um ensinamento, e se entendermos a mensagem, repassaremos aos outros. Até porque, lembrando mais uma vez do instrutor Robson, que hoje é presidente da OBKS(Organização de Karate Shorinji), ele dizia: "O que vocês estão aprendendo, é para ensinar, e se não for, é melhor amarrar uma pedra no pescoço e se atirar de cima da ponte São Francisco, quando a maré estiver cheia".

Que a lição da parceria sincera, supere a vontade da concorrência desleal. Assim, não precisaremos de pedir esmolas, mas seremos luz, já que a lição da luz vem do Mestre Jesus Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário