sexta-feira, 15 de maio de 2015

Quanto custa para o povo, os favores dos políticos?


Cada vez que alguém me oferece algo, sem que eu peça ou tenha trabalhado para adquirir,  me faço uma pergunta: porque isso? Porque eu sei que tem um preço. E caso não tenha um preço, a natureza, assim como a filosofia sobre a natureza nos ensinou errado, quando disse que "tudo na vida tem um preço". E isso não fui eu quem criou. Nasci ontem e sei que o tempo que vou ficar por aqui não será suficiente para criar nada, até porque, mais uma vez, a natureza, com sua lei, diz que "na natureza nada se cria e nada se destroem, tudo se transforma".

Mas, quanto custa os favores dos políticos? Me recordo de uma ilustração de um pastor evangélico, e depois, a mesma ilustração feita por um repentista, e postada nas redes sociais: Morreu um deputado e foi para o Céu. Chegando lá, um Anjo (do pastor) ou São Pedro(do repentista), deu as boas vindas  e fez a seguinte observação: Não se costuma ver pessoas como o senhor, digo um deputado, chegando aqui no Céu. O senhor é uma das raras exceções. E o deputado disse: é eu fui um bom deputado, sempre honrei com minhas promessas de campanha, ajudei muita gente e por isso estou aqui. Então o Anjo, ou São Pedro...como quisermos chamar, disse: é, mas tem um detalhe. Na realidade um protocolo aqui do Céu. O senhor precisa passar 24 horas no inferno, e depois, 24 horas no Céu, então, depois o senhor pode optar onde prefere ficar. Ao que respondeu o deputado: não, mas eu não quero experimentar o inferno, porque sei que meu lugar é aqui no Céu. Mas, retrucou o Anjo: é questão de protocolo, como já falei. O senhor precisa seguir as regras.

Então o Anjo apontou para o deputado um elevado, e disse: é por aqui, me acompanhe. Chegando no inferno, o elevador se abriu, o deputado pode ver um gramado muito bonito... nisso o anjo voltou, enquanto o deputado ia se deliciando com coisas incríveis. Viu muitos colegas da política. Se aproximaram algumas mulheres muito bonitas, com muita sensualidade. E se aproximou Satanás, com um copo de uísque com gelo...coisas bonitas para todos os lados eras vistas. E assim, completaram as 24 horas no inferno. Então chegou o elevador, a porta se abriu, e o deputado teve que ir passar as 24 horas no Céu.

Chegando no Céu, um gramado verde, uma  musiquinha suave, aquele ar de paz. Assim, também, as 24 horas se passaram e a hora da escolha, também. E agora, disse o Anjo, sua decisão...? olha seu anjo, disse o deputado, com um certo ar de tristeza: O Céu é realmente muito bom. Muito bom mesmo, sr.  anjo. Mas...olhe, sr. anjo, eu me identifiquei muito com o inferno. Nunca eu pensei em dizer isso. Mas quero deixar bem claro, que achei o Céu muito bom, mas...

Então o Anjo disse: está aí o elevador. O senhor desce sozinho...e não tem mais volta. E logo o deputado entrou no elevador. Chegando no inferno, a porta se abriu, ele saiu, e logo o elevador desapareceu. O deputado já começou a sentir cheiro de enxofre, ouvia gritos, via fogo para todos os lados, não tinha mulheres bonitas, não tinha uísque. Se aproximou dele satã, com uma cara de mau, e o deputado: o que aconteceu? cadê as mulheres? o uísque com gelo que vi ontem? Sim, sr.. deputado, disse santã: ontem estávamos em campanha, já ganhamos o senhor...hoje é a realidade.

Quanto custa os favores dos políticos? talvez teu sangue, tua vida e tua alma. Sim, porque tira tua dignidade, tua vontade de trabalhar para conquistar, tua visão de parceria com teu vizinho, tua visão de honestidade, tua visão de ajudar o povo do qual fazes parte e tua liberdade, a liberdade de teus filhos, teus netos e toda tua descendência. E a falta de fé, no próprio Deus, porque começas a acreditar que precisas lutar pelo o teu pão...mas começas a lutar pelo pão mendigado, que será tirado do que  cabe ao outro por direito, porque o que será desviado para tí, é o que o povo, inclusive tu deixas de receber, pelo direito e justiça. 


Mas, senhores(a), de nada vale eu saber disso, se eu não fizer nada para mudar tudo isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário