domingo, 7 de junho de 2015

A bandeira do nosso Sindicato



Senhores (a), quando aceitamos fazer parte de um grupo, acatamos também a sugestão de cumprirmos nossa missão, em relação ao mesmo. Já não deve haver muito aquela preocupação com o meu individual, porque somos peça de um conjunto de pessoas, com opiniões, direitos e deveres, assim como eu.
Assim, quando eu cumprir minha tarefa, e não for aplaudido, não me cause isso um desapontamento, porque só fiz minha tarefa. E quando eu não fizer minha tarefa, e isso me trouxer punição, eu também não considere isso uma injustiça, porque assim posso levar um grupo a um abismo. Isso seria uma tragédia.
Tenhamos um propósito a cada passo. E  a partir daí empenhemos-nos, para alcançá-lo. Aí está provavelmente, o segredo para o nosso sucesso em grupo. E o pagamento seja a satisfação que atinge aos que completam a corrida.
Quando estabelecemos um propósito, o fazemos, com a certeza de que nosso empenho sincero, honesto e correto será cobrado por cada um de nós, e pelo mundo todo. Aliás, cobrar é uma obrigação de cada um de nós, enquanto grupo. Digo, Sindicato.
Num grupo, com objetivos audaciosos, quando o que mais importa é o coletivo, não há dono, nem também é a "panela que todos mexem". O respeito, que faz conduzir todos os grandes projetos de um povo. seja a nossa base principal. Crescer é nosso objetivo, portanto,   a parceria, o respeito e acima  de tudo, a fé em Deus, seja as cores de nossa bandeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário