terça-feira, 16 de junho de 2015

Recadastramento Eleitoral Biométrico! "O poder está em suas mãos"




Em entrevistas, o Presidente do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), Desembargador Antônio Guerreiro Junior, sugeriu  algumas frases que estão associadas ao Processo de Recadastramento Eleitoral Biométrico: "Fase da democracia plena que permite o povo exercer com êxito o direito da cidadania", "processo da democracia plena do país", que não deixa vaga para fraude eleitoral e garantia de que o nome do candidato por mim, escolhido, vai está na urna.
 "A máquina, de tão parada 
que está, para fazer o meu recadastramento, 
demorou mais de meia hora".

O Recadastramento Biométrico Eleitoral não é algo tão novo, já existe há seis meses, foi o que frisou o Presidente do TRE (Tribunal Regional Eleitoral). E mais tarde, em seu discurso, disse: "A máquina, de tão parada que está, para fazer o meu recadastramento, demorou mais de meia hora".

O novo processo faltava ser apresentado à Imprensa, que ao ser convocada, tomou conhecimento e já está fazendo seu papel de divulgar.

A iniciativa foi do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que mais uma vez entendeu que precisa de mais segurança no processo eleitoral do país, apesar das seguras e confiáveis Urnas Eletrônicas, que apareceram, apesar das cédulas de papel, conduzidas e vigiadas até pelo Exército, durante o processo eleitoral que tínhamos. Mas, com toda a preocupação da nossa Justiça Eleitoral em deixar transparente os meios de escolha dos nossos Representantes, se os políticos não fizerem sua parte e o povo não comparecer, o exercício pleno da democracia não acontecerá, foi o que deixou claro o Presidente do TRE, Desembargador Guerreiro, já no finalzinho de seu discurso.

Ainda falando em processo eleitoral democrático e inviolável, o Desembargador Eleitoral, Dr. Eulálio Figueredo, no seu discurso, fez questão de ressaltar: "A Urna Eletrônica já garantiu isso, mas com o Processo Biométrico é impossível a fraude".

Vai aqui, senhores(a), uma sugestão, já que como povo, temos a maior participação no processo de escolha dos nossos Representantes: O povo, ao exercer sua cidadania na escolha de seus Representantes, está dando um passo para o desenvolvimento de seu país, em todos os sentidos. Por isso se torna necessário, indispensável mesmo, a organização desse mesmo povo, não em busca das migalhas dos políticos, nem contra quem quer que seja, mas, com determinação e persistência, em busca de união, para que não tenhamos a necessidade de pedir esmolas, mas ao invés disso, partilharmos, se possível seguindo um pouco do que Jesus Cristo, antes da multiplicação dos peixes e dos pães, ao ser abordados por seus discípulos, quando diziam: "O lugar é deserto e a hora já está avançada. Despede as multidões para que vão ao povoado comprar alimento para si". Quando Jesus Cristo disse: "Não é preciso que vão embora. Dai-lhes vós mesmos de comer".

Vão aqui algumas fotos...















































Nenhum comentário:

Postar um comentário