quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Perfeito socorro...






Resolvi parar o que estava fazendo e seguir o trabalho de uma formiga. Corri em casa, peguei a máquina fotográfica e comecei a fotografar.

Uma formiga encontrou a outra da mesma espécie, que parecia está morta. Saiu puxando a outra. Caminhava rápido e ao encontrar um empecilho, uma mangueira de água em sua frente, tentou passar por cima, mas não deu certo, foi então que resolveu voltar e passar por baixo. Subiu numa parede, mas como o peso que carregava era grande, seguia na horizontal e terminou por descer para pegar um outro caminho. De repente, a formiga que estivera com aparência de morta, se mexeu e começou a caminhar. A que carregava a deixou e cada uma foi para um lado.

Depois de uma breve reflexão  tirei a lição da verdadeira ajuda. Os animais, por mais insignificantes que aos nossos olhos possam parecer, procuram  defender o outro de sua espécie.



O primeiro passo:
Chegou,  puxou a
amiga, talvez para
saber de  sua  real  
necessidade...


Deu para entender
que se  tratava  de
um caso delicado !
É hora de ajudar...





Segurando  em
uma das pernas
resolve  rebocar
a outra  para...

Um lugar seguro...
e ao encontrar um
empecilho, resolve
encontrar um meio
de continuar. Não
deu certo por cima.


...mas deu por baixo.
E o socorro continua.
Digo, o caminho...não
para.






Não conseguiu subir
(na foto anterior),  o
peso é grande. Teve
que aceitar caminhar
um pouco  na  linha
horizontal...
Até que  a  outra
desperta da morte
aparente, ou de um
outro tipo de sono
e começa um outro
caminho! Cada uma
agora... vai para um
lado diferente. O que
realmente importa é
ajudar, e  isso ela fez.

É o que realmente importa em muitas das vezes.. Nós, com toda nossa inteligência, às vezes  deixamos de  fazer isso,  e não nos importamos muito... e como o sacerdote, ou como o levita, da parábola do "Bom Samaritano", contada por Jesus Cristo, seguimos em frente, porque temos muitas ocupações...







Nenhum comentário:

Postar um comentário