segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Não custa ser compreensivo...?


Uma certa pessoa, que devia uma quantia a uma outra, sem querer, a encontrou. E meio sem jeito procurou se desculpar. Mas, o credor, muito paciente, disse: Nossa amizade não depende desta ou daquela quantia. Quando você puder...

Nenhum comentário:

Postar um comentário