sexta-feira, 4 de março de 2016

Política partidária: O caminho pelo qual se escolhe os representantes...



'Se tentaram matar a jararaca, não bateram na cabeça, bateram no rabo', diz Lula em discurso

Política partidária: O caminho pelo qual se escolhe os representantes e também o caminho para a maior sujeira da humanidade.

O Brasil está diante de uma briga política. Não está em jogo a luta pelo bem estar do povo, mas a luta pelo poder. E não é um partido político que pode salvar ou afundar o país. Não é também uma pessoa sozinha que pode fazer isso. Uma população conscientizada poderia mudar o curso da política partidária, transformando a mesma em instrumento menos perigoso.

Tudo se faz pelo poder. Corrompe-se, aceita-se ser corrompido e adere-se assim, uma outra cara, para tapear os que não conhecem os truques que os "espertos" fazem para iludir.

Certamente precisamos antes de tudo, aprender a nos organizar em busca do bem coletivo, que nos assegure liberdade e poder para escolher nossos representantes políticos.  Porque sem essa organização somos obrigados pela miséria a nos propor como escravos.

A organização por  classe dificilmente acontece. Ao invés disso  parte de nós brasileiros se apega muito ao poder, porque é lá que se consegue uma vida de opulência sem muito esforço. Uma outra parte, menos da metade, com menos privilégio, fica mais distante e não porque não queira ser beneficiada, mas porque as barreiras impedem.

Uma minoria, que até luta para que a justiça impere, e por isso é mal interpretada, acredita no trabalho honesto, como forma de libertação para os que propõem em fazê-lo.

Para resumir o que propõe minha linha de raciocínio, acredito que posso ser útil, viver do meu trabalho e cumprir minha missão como gente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário