quarta-feira, 12 de julho de 2017

Equoterapia- Um caminho para pessoas com Deficiências ou algum tipo de Necessidade Especial



Aconteceu na tarde da ultima terça feira (11), no auditório do quartel do 15º BPM, em Bacabal, uma palestra sobre Equoterapia. A iniciativa foi da Secretaria Municipal de Educação, em parceria com o 15º Batalhão de Polícia Militar. Isso por sugestões de pais e professores de alunos com necessidades especiais, e que precisam desse tratamento.

Em Bacabal, a escola com o maior número de crianças com necessidades especiais, com 42 alunos, é a Creche Plim Plim, em virtude de ter sido a primeiro que aderiu, digamos assim, a inclusão de crianças com necessidades especiais. Fora esse número, que é bastante significativo, o município tem certamente uma população, que não é pequena, de crianças, adolescentes e adultos, com tais necessidades.

A Equoterapia, de acordo com a ANDE-BRASIL, que é a Associação Nacional de Equoterapia em nosso país, é um método terapêutico, e educacional, feito montando a cavalo, dentro de uma abordagem multidisciplinar, e interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicocossocial de pessoas com deficiências ou necessidades especiais. Simplificando, Equoterapia é um tratamento feito, montando a cavalo, que deve acontecer, seguindo as regras estabelecidas pela organização especializada no assunto.

E Bacabal pode ter um Centro de Equoterapia. Depois da palestra ministrada pelo T. Coronel-PM, Márcio Silva, comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar no Maranhão, na cidade de Caxias, os pais, professores e autoridades presentes ficaram muito animados e acreditando nessa possibilidade.

Algumas autoridades se fizeram presentes no evento. O vice prefeito Florêncio Neto, o secretário de Educação de Bacabal, professor Carlos Gusmão, o secretário de Educação da cidade de Bom Lugar, Sr. Geone Batista, o secretário de Cultura de Bacabal, Paulo Campos, o vereador Cel. Egídio, o vereador Alberto Sobrinho, a Dra. Michele, promotora de justiça, o comandante do 15º BPM, T. Cel. Eurico, o comandante do 2º  BPM no Maranhão, na cidade de Caxias, T. Cel. Márcio Silva, que foi o palestrante, o Sgt. Brito, alguns representantes de Associações, dentre outros.  

A questão é delicada, e isso fica mais claro depois de se ouvir depoimentos de pais, como, por exemplo, o pai que mora sozinho com o filho especial, que precisa o tempo todo de ser cuidado por alguém. E ele, o pai, acrescenta: "Na realidade ele é quem cuida de mim".
 
E o vice prefeito de Bacabal, Florêncio Neto, já no finalzinho da palestra, pediu a fala e adiantou que aquele momento estava acima de questões políticas  partidárias. Iniciando um depoimento sobre  o próprio filho, que diagnosticado pelos médicos, tem grande chance  de ter necessidades especiais, com a voz, que gradativamente ficava trêmula, Florêncio Neto arrancou lágrimas de muitos dos presentes, quando por um momento foi parado pela própria emoção. Falou da felicidade de ser pai, da necessidade de um Centro de Equoterapia, e se prontificou a fazer parte do  propósito firmado naquele momento: Criar um em Bacabal.































Nenhum comentário:

Postar um comentário